FISIOTERAPIA

Serviço galardoado com o Prémio de Boas Práticas em Saude – Acessibilidade e Atendimento (2006)

 

SERVIÇO MEDICINA FÍSICA E DE REABILITAÇÃO

Reabilitação pós-cirúrgica

Reabilitação status pós AVC

Tratamento de doenças reumatológicas

Tratamento pós fracturas e traumatismos

Tratamento de contraturas musculares, articulares e tendinites

Fisioterapia no desporto

Fisioterapia respiratória

Fisioterapia pediátrica

Ginástica pré e pós parto

 

CENTRO ESPECIALIZADO EM FISIOTERAPIA ONCOLÓGICA

Reabilitação pós-cirúrgica do cancro da mama

Prevenção e tratamento do Linfedema

 

A importância da reabilitação pós – cirúrgica no cancro da mama e pós – reconstrução mamária

A Medicina Física e de Reabilitação é uma especialidade médica responsável pela prevenção, diagnóstico, tratamento e reabilitação do individuo com patologias incapacitantes, tendo como objetivo a promoção da máxima funcionalidade. A Reabilitação não se centra apenas na doença, mas principalmente em minimizar a incapacidade por ela causada. Pretende-se assim a participação nas atividades quotidianas e a melhoria da qualidade de vida.

No contexto do Cancro da Mama esta especialidade é de extrema importância, uma vez que abrange a reabilitação no pós- operatório da cirurgia da mama e reconstrução mamária, a reabilitação no contexto de complicações dos tratamentos para o cancro de mama (por exemplo radioterapia) e a prevenção e tratamento do Linfedema.

A existência de um Centro Especializado em Reabilitação Oncológica permite uma abordagem mais específica e dirigida, contando para tal com uma equipa multidisciplinar centrada na melhoria da funcionalidade da Mulher com Cancro de Mama.

 

 

 

 

O tratamento pós-cirúrgico ao cancro da mama inclui os procedimentos:

 

1. Prevenção do Edema

2. Pressoterapia

3. Massagem de Drenagem Linfática do Membro Superior

4. Ensino de exercícios para ganho de amplitude e qualidade articular

5. Ensino de auto-mobilização e auto-posicionamento

6. Técnicas de fisioterapia respiratória

4 PRESSOTERAPIA

Pressoterapia

 

linfedema braco

Linfedema

Sabe o que é o Linfedema ?

 

O Linfedema pós mastectomia é a complicação mais frequente no decorrer do tratamento do cancro da mama por terapias oncológicas.

É uma patologia crónica, e como tal, evolutiva que, com a idade aumenta de volume e tende a organizar-se.

As terapias utilizadas no tratamento do cancro mama (cirurgia, quimioterapia, radioterapia, hormonoterapia), podem originar algumas complicações (dor, diminuição das amplitudes articulares diminuição da força muscular, alteração postural, linfedema, alteração do estado emocional…), com repercussão a nível funcional, levando a uma diminuição na qualidade de vida.

 

Como Prevenir?

Os conselhos abaixo referidos servem apenas de guia, para que possa prevenir algumas complicações que podem surgir. No entanto é necessário ter a consciência que pode viver o seu dia-adia de forma normal, adaptando-se a algumas situações e usando sempre o seu bom senso!

1. Evite transportar o que quer que seja do lado operado.

2. Evite levar vacinas e injeções ou tirar sangue do lado operado.

3. A tensão arterial também não deve ser medida nesse braço.

4. Não conduza nas primeiras semanas, principalmente se for operada do lado direito.

5. Não pegue na sua mala de mão do lado operado ou, quando tiver que o fazer, não a pendure no braço mas segure-a pelas pegas.

6. Faça as tarefas diárias de forma repartida e não faça esforços excessivos com o braço do lado operado.

7. Não tente levantar objetos muito pesados quando fizer trabalhos domésticos.

8. Cuidado com as queimaduras quando cozinhar ou passar a ferro. Use luvas para o forno.

9. Não use palha de aço para limpar ou esfregar.

10. Lave a loiça e roupa utilizando luvas que não devem ser muito justas.

11. Não use detergentes fortes para lavagens.

12. Quando tratar do jardim ou arranjar flores, use luvas grossas por causa dos picos e espinhos.

13. Tome cuidado com picadas de alfinete e agulhas. Use sempre dedal quando coser.

14. Sempre que poder, quando estiver sentada, apoie o braço num ponto mais elevado (almofada ou braço da cadeira).

15. Não durma sobre o braço operado.

16. Não use anéis ou mangas muito apertadas.

17. Quando arranjar as unhas, não corte as peles do lado operado.

18. Se fuma, evite utilizar a mão do lado afetado para pegar no cigarro.

19. Qualquer área da pele que tenha recebido irradiações, deve ser protegida do sol.

20. Não faça depilação com ceras nem lâminas na axila do lado operado, use cremes depilatórios.

21. A higiene do área operada e axila deve ser cuidadosa. Não use sabonetes, cremes ou perfumes agressivos/ fortes.

22. Hidrate regularmente o braço do lado operado.

23. Qualquer ferida ou arranhão no lado operado, deve ser desinfetada imediatamente.

24. Comunique ao seu médico qualquer alteração quer na cicatriz ou área envolvente.

25. Não falte às consultas que lhe foram marcadas.


Auto-exame da mama

_blank  

1

Observação

De pé, em frente ao espelho.
Braços levantados e ao longo do corpo. De perfil.

_blank  

2

Mamilo e mama

Observar: tamanho, forma, cor, existência de crostas, corrimento, eczemas.

_blank  

3

Palpação

Deitada com uma almofada debaixo do ombro. No duche/banho.

_blank  

4

Na axila

Ao palpar verifique a exitência de gânglios (caroços), em ambos os lados.